sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Entrevista com Alessandra Von

Aventuras e desventuras de uma diva culinária!





            Com certeza você já ouviu falar dela, seja por suas receitas deliciosas na TV, seja por seu trabalho como empresária, por seus passeios pela música ou, ainda, por ser filha do cantor Ronnie Von (filha de príncipe, princesa é! rs) que, com brilho nos olhos, compartilha muitas de suas histórias e a homenageia com a canção “Tema de Alessandra”.
            Eu prefiro descreve-la como uma verdadeira inspiração a todos os que amam culinária tanto quanto eu! Alessandra Von é o mix perfeito de talento, humildade, carisma e profissionalismo, com medidas compatíveis a de uma receita de sucesso. Vamos embarcar nessa história?
Era uma vez uma princesa que, na infância, se encantava mais com utensílios culinários do que com bonecas.
Ela cresceu e criou seu próprio reino: a empresa Marmitinha, que prepara os mais variados tipos de bolos, atendendo a padarias de São Paulo e região, além das encomendas exclusivas, de pequenas reuniões a eventos de grande porte.
Sempre muito ativa, vira e mexe ela divide o palco com Cátia Fonseca e Mama Bruschetta, no Programa Mulheres da TV Gazeta, trazendo sempre receitas de dar água na boca e fáceis de preparar, para alegria dos súditos de plantão!
Mas, como em toda história com final feliz, a mocinha sempre passa por uns tropeços no meio do caminho, não é verdade?
Há poucas semanas, Alessandra Von sofreu um acidente de trabalho tropeçando em um tapete e caindo sobre uma bandeja de cristais, o que lhe rendeu muitos pontos no rosto e um trabalho de reconstrução facial. Do susto, ela tirou uma bela lição, voltou a sorrir e resolveu compartilhar sua história através do “Blog Tropecei na Marmita”, onde também podemos encontrar valiosas dicas para prevenir acidentes domésticos.
Hoje, tenho a alegria de dividir com vocês um bate papo descontraído com Alessandra Von, espero que vocês gostem!


Você tem uma ligação pessoal com a música, qual o espaço que ela 
tem em sua vida?
     Eu nasci no meio da música e não poderia de estar atada a ela. A música faz parte da minha alma! Mas eu desafino até no "parabéns pra você". Geralmente, cozinho ouvindo meu ipod que tem umas 7500 músicas. De samba à ópera. Não tenho preconceito musical.


Normalmente, todo mundo tem uma receita do coração (aquela para todas as horas!) e uma receita que nunca dá certo. Quais são as suas?
kkkkk, de fato, há sempre uma que não dá certo! Mas começo com a do coração, que está ligada ao meu amado filhinho Stefano, um bebê de 20 anos, que é o pudim de claras! Sempre que ele vem para São Paulo, não posso deixar de fazer, com creme de baunilha e nozes para acompanhar. E a receita que nunca dá certo é um biscoito siciliano glaceado usado para presentear no Natal que, com a receita original não dá certo. Não é uma receita sofisticada, mas trabalhosa. Sempre acho que é a farinha usada no Brasil. Mas mesmo errado, é uma delícia!


3.    Como foi o processo de transformar a paixão pela culinária em 
sua escolha profissional?
Foi uma briga interior! Cozinho desde adolescente, mas já fui parar em tudo quanto foi trabalho fora da cozinha. Secretária-Executiva de empresas multinacionais por muitos anos, trabalhei em Brasília como revisora de comunicação oficial de um ministério, vendi jóias, gerenciei uma equipe de corretores de imóveis de alto padrão, assessoria artística... Sei lá! kkkk Quando adolescente, não existia faculdade de gastronomia no Brasil. Meu pai não quis que eu fosse estudar fora do país e acabei abandonando a ideia. Mas, amor é amor. Em toda entre-safra, entre um trabalho executivo e outro, eu me aventurava a fazer umas coisinhas por encomenda.


De uns tempos pra cá, houve um aumento considerável na procura por cursos de culinária e técnicas de aperfeiçoamento. A que você atribui: ao modismo ou a culinária está em um novo patamar?
Um pouco dos dois, eu acho. Na Europa, sempre houve muito respeito pela profiissão de cozinheiro (chef é um cargo). A alquimia na combinação de elementos para encantar o paladar é ancestral. Mas, no Brasil a profissão explodiu recentemente. Todos querem ser chefs, poucos cozinheiros. A cozinha é um trabalho escandalosamente cansativo. As jornadas são longas, em pé, o risco é alto, tanto de acidentes quanto de contaminação e eu acredito que se não houver amor e talento, é muito fácil de desistir no caminho. E na alta gastronomia ainda é mais difícil: a exigência de estudo e aperfeiçoamento é constante. 
Brinco dizendo que cozinha é para fortes!


Se tivesse a oportunidade de preparar um prato para um ídolo seu, quem seria? 
E qual seria sua escolha?
UI! Difícil falar de ídolo... 


Qual a maior lição de vida que você tirou com o acidente?
Foi saber que Deus não me abandona. Pode parecer piegas, mas pensando bem, não foi a sorte que salvou minha vista ou minha garganta de serem cortados. 
Foi o poder de Deus. Que somos seres muito frágeis e que a vida pode 
acabar a qualquer instante.
Passei a prestar mais atenção na execução de atividades cotidianas, ver aonde piso e a olhar meu corpo com mais cuidado.



10 comentários:

  1. Eu vejo qdo dá ela no programa Mulheres.
    Preciso acessar o Marmitinha, pra ver as delicias.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Que máximo amiga, adorei !!!, bjs e um super fds, Ana ♥...

    ResponderExcluir
  3. Muito bom conhecer um pouco sobre a Alessandra,já tinha visto no programa da Cátia.Ainda não conheço o blog dela e suas receitas,vou fazer uma visita.
    Beijos,obrigada por compartilhar essas informações.
    Beijos,que seu final de semana seja feliz!

    ResponderExcluir
  4. Andréa,
    obrigada por ter compartilhado esse bate papo, adorei conhecer a Alessandra.
    Espero que ela se recupere logo, as vezes a vida nos surpreende com coisas boas e ruins. As ruins a gente deixa pra trás.
    Já fui conhecer o blog dela, valeu!

    Bjs, ótimo fds!

    ResponderExcluir
  5. Andrea você simplesmente arrasou nas perguntas e nos fez conhecer ainda um pouco mais de Alessandra.
    Disse tudo, uma diva de nossa culinária
    Parabéns a duas e principalmente a ti pelo belo post

    Bjks

    My

    http://entreelassempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga, sensacional a entrevista. Eu não conhecia a Alessandra, mas me encantei com a simplicidade dela. Vou lá no blog MARMITINHA...
    Bjsss querida e um FDS abençoado p/vcs

    ResponderExcluir
  7. Enhorabuena por tu entrevista! Besos

    ResponderExcluir
  8. Bah, que legal a entrevista!! Não conhecia essa coluna do blog ainda. Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ela é o carisma em si, adorei saber mais.
    beijinhos e boa semana.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Se quiser deixar um comentário, será muito bem-vindo!! =)