sexta-feira, 31 de maio de 2013

Pão de Fubá com Amendoim

Com uma margarina, não precisa mais nada! 






Eu sempre digo que minha casa está aberta a doações alimentícias! rsrs Brincadeiras à parte, quem não curte uma "marmitinha"? 
Quem nunca foi a uma festa e não saiu com um pratinho à tiracolo desconhece o sentido da felicidade! 
No dia seguinte, tudo fica mais gostoso! 
Bom, não fui a nenhuma festa, esta foi uma doação da minha sogra mesmo! 
Já que não posso compartilhar uma fatia com vocês, vou quebrar o galho dividindo a receita, pode ser? rsrs

Ingredientes:

02 tabletes de fermento biológico (30 gramas)
02 copos americanos de leite morno (380 ml)
1/2 copo americano de óleo (90 ml)
01 colher de sopa rasa de açúcar 
01 colher de sopa rasa de sal
02 copos americanos de farinha de trigo (330 gramas)
01 copo americano de fubá (160 gramas)
100 gramas de amendoim torrado 
Sementes de chia para decorar 

Modo de Fazer:

No liqüidificador, bater o leite, o óleo, o açúcar, o sal e o fermento biológico. Quando a mistura estiver homogênea, despejar em um recipiente grande e ir colocando as farinhas (de trigo e de fubá) aos poucos, mexendo bem, até o ponto de ter que amassar com as mãos. 
Deixar num ponto firme, mas ainda grudando um pouco nas mãos. Coloquei mais ou menos a quantidade de farinha utilizada, sempre prestar atenção no ponto da massa, para que não corra o risco de ficar dura ou mole demais.
Quando pronta, cobrir com um pano de prato e deixar crescer por 30 minutos. 

Abrir sobre uma superfície lisa, polvilhada com farinha de trigo, incorporando o amendoim a massa.
Colocar em uma forma de pão, untada com margarina e polvilhada com farinha de trigo. Em cima, pincele gema de ovo e pode salpicar sementes de chia. Leve para assar em forno médio.

Lembra das sementes de Chia? Já falamos delas aqui no blog:

http://deliciasdavodeo.blogspot.com.br/2013/05/chia-e-seus-beneficios-pequenas.html?m=1






Obs: Esta receita rende dois pães. Ao invés do amendoim, pode trocar pelo recheio de sua preferência.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Salada de Macarrão

Leveza e muito sabor! 





Dias de Sol, noites mais amenas...adoro esse clima de Outono! 
Você sai de casa maquiada e volta inteira! O cabelo fica decente, sem grudar no pescoço e não ficamos com aquela cara de "Maria Madalena Arrependida", sabe? 
E mesmo com aquela tendência a se abraçar com comidas mais quentinhas, que tal experimentar essa salada? 
Não pesa no estômago e acompanhada de uma boa taça de vinho fica perfeita! (Digamos que o vinho é uma forma sutil de celebrar o Outono!).

Ingredientes:

01 pacote de macarrão da sua preferência
01 peito de frango cozido e desfiado 
01 lata de ervilha 
03 colheres de sopa de maionese
01 caixinha de creme de leite light
01 cenoura ralada 
150 gramas de queijo prato cortado em cubinhos
100 gramas de azeitonas verdes
Sal, azeite e orégano a gosto 

Modo de Fazer:

Cozinhe o macarrão como de costume, colocando um pouco de azeite e uma colher de chá de sal na água de cozimento.
Deixar no ponto al dente. Quando colocar pra escorrer, acrescente 01 colher de sopa de margarina e mexa bem. Esta é uma dica para que o macarrão não grude! 
Reserve para esfriar.




Acrescente o frango desfiado. Lembra como faz? Já demos uma sugestão aqui no blog (como recheio de torta!):

http://deliciasdavodeo.blogspot.com.br/2013/05/torta-de-frango.html?m=1

Junte também a ervilha, o queijo, a cenoura ralada, a maionese, o creme de leite e a azeitona, mexendo para incorporar.

Tempere com sal, orégano e azeite a gosto.








terça-feira, 28 de maio de 2013

Sopa de Feijão da Mommy

Amor e uma sopa quentinha...tem coisa mais MÃE que essa combinação? 





Quando o friozinho chega, eu costumo usar o truque do "cof cof" perto da minha mãe. Ok! Eu sei fazer essa sopa e costumo fazer aqui em casa...mas amo ver a minha mãe segurando o pote de sopa e falando que preciso me cuidar! Vamos falar a verdade: quem não gosta de um mimo? 
Tem um potinho de feijão de ontem perdido na geladeira? Que tal transformar numa deliciosa sopa? 

Ingredientes e Modo de Fazer passo a passo:
03 colheres de sopa de óleo 
50 gramas de bacon picadinho
1/2 lingüiça calabresa fatiada
02 dentes de alho picadinhos
01 cebola picadinha 
01 tomate maduro picadinho 
01 cubinho de caldo de costela 

Faz um refogado, começando pelo bacon e a lingüiça, acrescentando os demais ingredientes.

Acrescentar:
02 xícaras de chá de feijão cozido
04 xícaras de chá de água 
02 mandioquinhas cruas em pedaços
01 batata crua em pedaços 
01 cenoura crua ralada 
Orégano, sal e pimenta do reino a gosto 

Deixa cozinhar bem em fogo baixo, até que a batata e a mandioquinha comecem a amolecer.

Então acrescentar:
03 xícaras de chá de couve manteiga picadinha 
1/2 xícara do macarrão de sua preferencia 

Deixe cozinhar por mais alguns minutos até que o macarrão e a couve fiquem no ponto! 




Obs.: Tem pão amanhecido? Que tal fazer torradinhas com azeite e orégano para acompanhar a sopa? Bom apetite!




segunda-feira, 27 de maio de 2013

Bolo de Chocolate de Liqüidificador

Prepare esta delícia sem perder tempo! 





Deu aquela vontade de comer um bolo e só tem dois ovos na geladeira...Quem nunca passou por isso? 
Esta receita fica pronta rapidinho, o bolo fica pequeno, mas grande o suficiente pra matar a vontade num lanche! E me surpreendi com a textura da massa, muito fofinha! 
E estou passando também uma sugestão de cobertura, no melhor estilo Cafe au Lait

Ingredientes (Massa):

02 ovos
01 xícara de chá de leite 
1/2 xícara de chá de óleo
01 xícara de chá de açúcar 
01 xícara de chá de achocolatado em pó 
02 xícaras de chá de farinha de trigo 
01 colher de sopa de fermento em pó 

Modo de Fazer:

Bata no liqüidificador os ovos, o óleo e o leite. Adicione o açúcar, depois o achocolatado e farinha, sempre batendo muito bem entre cada ingrediente. 
Adicione por último o fermento e bata apenas por alguns segundos, para incorporar à massa. 

Obs.: Se preferir, pode separar as claras das gemas, batendo as claras em neve em separado e adicionando à massa por
último, mexendo com uma colher. 

Cobertura Cafe au Lait:

01 lata de leite condensado
01 cálice de café pronto
01 colher de sopa rasa de margarina 
01 colher de sopa de mel

Colocar todos os ingredientes numa panela e levar ao fogo, sempre mexendo até engrossar (ponto de brigadeiro mole). 








domingo, 26 de maio de 2013

Grão de Bico

Mais uma deliciosa opção para os dias frios! 




Você sabia que grão de bico é muito mais nutritivo que o feijão? 
Pois é, confesso que não sabia! 
Ele é rico em proteínas, fibras, zinco, potássio e muito mais. Alem disso, reduz o estresse, favorece o crescimento da massa muscular e traz a mesma sensação de bem estar que o chocolate! 
E com a chegada do friozinho, faz uma duplinha deliciosa com o arroz! 

Ingredientes:

02 xícaras de grão de bico 
01 cebola picada
02 dentes de alho picados
01 tomate sem semente picado 
01 cubo de caldo de costela 
02 colheres de sopa de extrato de tomate
50 gramas de bacon picadinho
1/2 lingüiça calabresa fatiada 
01 folha de louro 
Sal a gosto 
Água o suficiente para o cozimento 

Modo de Fazer:

No dia anterior do cozimento, deixar o grão de bico de molho em um recipiente, com 01 colher de chá de sal. 
O sal ajuda a amolecer, além de já temperar o grão. 

Para o cozimento: fazer um refogado com o bacon e a lingüiça. Assim que começar a dourar, acrescente a cebola, o alho, o tomate, o caldo de costela e o louro. Acrescentar o grão de bico, com a água em que ficou de molho. 
Cobrir com água quente, o suficiente para o tempo de cozimento.
Adicione o extrato de tomate.
Eu não utilizo panela de pressão (já relatei aqui no blog o meu trauma!), então o tempo de cozimento fica em 3 horas! Mas quem usa panela de pressão,  é o tempo médio do cozimento do feijão. 

Obs.: Dica para deixar o caldo mais espesso: quando estiver cozido, separe um pouco do caldo de cozimento em uma xícara e dissolva com 01 colher de sopa rasa de farinha de trigo. Mexa bem para não ficar empelotado. Quando dissolver, coloque de volta na panela, mexa bem e aguarde mais alguns minutos. 





quinta-feira, 23 de maio de 2013

Sopa Cremosa de Ervilha

Pronta em alguns minutinhos, perfeita para noites frias!





Minha mãe é especialista em passar horas e horas numa mesma receita! O resultado é sempre maravilhoso, mas eu sou mesmo fã de receitas simples, daquelas que não desperdiçam nosso valioso tempo, cada vez mais artigo de luxo em nossas vidas, não é verdade?
A Isabel, ou melhor, a Babalú é uma figuraça com quem tive a oportunidade de trabalhar! Super mãe, batalhadora e...especialista em receitas fáceis!!! Ela sempre tem uma dica, seja para doce ou salgado! E essa sopa aprendi com ela!
Com a chegada do outono, as noites começam a ficar geladinhas e nada como uma sopinha quente e uma boa companhia pra dividir!

Ingredientes:

02 latas de ervilha (com a água)
350 gramas de mandioquinha
01 linguiça calabresa cortada em fatias
01 cebola picadinha
01 tomate sem sementes picadinho
01 xícara de macarrão do tipo argolinha (ou outro de sua preferência)
Sal a gosto

Modo de Fazer:

Cozinhar previamente a mandioquinha, até que fique bem macia. Corte em pequenas porções e reserve.
Bata no liquidificador as duas latas de ervilha (com água e tudo!) e acrescente mais 01 copo americano de água. Reserve.
Faça um refogado com a linguiça calabresa fatiada, a cebola e o tomate.
Acrescente a mandioquinha e mexa por alguns segundos, para incorporar ao refogado.




Acrescente as ervilhas batidas, com mais 02 copos americanos de água.
Deixe ferver, mexendo de vez em quando para não grudar no fundo.
Coloque o macarrão e deixe mais alguns minutos para cozinhar.
Caso prefira menos cremosa, pode acrescentar mais água ao seu gosto.


quarta-feira, 22 de maio de 2013

Biscoito de Cerveja

Cerveja com açúcar? Pois é...quem diria!





Enquanto escrevo este post, meu cérebro está a mil!
Acabo de fazer esta receita de biscoito doce e já penso em como posso modificar os ingredientes para torná-la salgada! Quando eu testar, divido com vocês pra dizer se deu certo ou não!
Uma das coisas que mais me chama atenção em uma receita são ingredientes inusitados. Cerveja numa receita doce realmente tomou todo o meu foco e fiquei curiosa pra saber o resultado.
Realmente fica com gosto de cerveja! Eu achei que o sabor se perderia com o acréscimo do açúcar!
E já aviso que rendeu muuuuuuuiiiiito! Pra ter idéia, foram duas formas grandes e uma forma pequena! Haja biscoito! rsrsrs

Ingredientes:  

01 xícara de chá de cerveja
250 gramas de margarina
01 colher de sopa de açúcar
01 colher de chá de fermento em pó
05 xícaras de chá de farinha de trigo (aproximadamente 1/2 quilo)
Açúcar cristal (para passar os biscoitos)

Modo de Fazer:

Juntar em uma tigela a cerveja, a margarina, o açúcar, o fermento em pó e a farinha de trigo amassando muito bem, para ficar uma massa homogênea soltando das mãos. A massa, quando pronta, fica meio "puxa-puxa", uma textura que chega a ser parecida com massa de pão.





Faça pequenas bolinhas e passe uma a uma no açúcar cristal (somente a parte superior).


 

Unte uma assadeira com margarina e polvilhe farinha de trigo. Disponha os biscoitos com um pequeno espaço entre eles, pois como a massa leva fermento eles tendem a crescer um pouco.




Leve para assar em forno médio, por 20 a 30 minutos.

Obs.: O que fazer com o restante da cerveja que sobra da latinha ou garrafa? Beba! É um pecado jogar fora! rsrsrsrsrs

terça-feira, 21 de maio de 2013

Biscoito Crocante

Feito com polvilho doce e rápido de fazer! 







Adoro ver os meus potinhos de biscoito cheios! rsrs Ainda mais quando estão repletos de biscoitos caseiros, em variados formatos e sabores. 
Esta receita é prática e fica deliciosamente crocante! 

Ingredientes:

01 xícara de chá de açúcar
02 xícaras de chá de farinha de trigo
01 e 1/2 xícara de chá de polvilho doce 
1/2 xícara de chá de margarina 
100 ml de leite de coco 
1/2 colher de sopa de fermento em pó

Modo de Fazer:

Em um recipiente, coloque todos os ingredientes e amasse bem até formar uma massa homogênea, que comece a desgrudar das mãos (às vezes, precisa adicionar um pouco mais de farinha, mas preste atenção para colocar apenas o suficiente para começar a desgrudar, senão o biscoito fica duro demais!). 






Polvilhe farinha de trigo sobre uma superfície lisa, abra a massa e corte no formato que quiser. Pode ser com o auxílio de um cortador de biscoitos, mas se não tiver, nada como usar o bom e velho truque de cortar com a parte superior de uma xícara de café ou copo pequeno.






Unte uma forma com margarina e polvilhe farinha. Disponha os biscoitos, pode polvilhar sobre eles chocolate granulado, coco ralado ou o que sua imaginação mandar.






Leve ao forno pre-aquecido em 180 graus e deixe assar entre 15 a 20 minutos. O segredo pra saber o ponto certo é levantar um dos biscoitos, quando estiver começando a dourar a parte inferior, estão prontos. Se deixar dourar muito, os biscoitos ficam duros. 



Bolo de Milho com Leite Condensado

Bolo ou pudim? Fique com o melhor dos dois!





Eu sou apaixonada por milho verde! Aí você junta com leite condensado e não tem como ficar melhor! rsrs
Este bolo fica com uma textura deliciosa, com a maciez de um bolo fofo, mas com um toque de pudim, sem ficar aquela massa pesada, nem com cara de batumado, sabe?
E o melhor de tudo é que rapidinho você prepara esta receita!
Ahhh...detalhe! Esta massa rende tanto que eu apelei à Nossa Senhora das Cozinheiras Atrapalhadas pra não crescer demais e vazar da forma, sujando meu lindo forno! Então, é bom separar uma forma grande de buraco no meio!

Ingredientes:

02 latas de milho verde (escorrido, sem água!)
01 lata de leite condensado
03 ovos
01 xícara de chá de açúcar
1/2 xícara de óleo
01 xícara de chá de leite
100 gramas de côco ralado
02 xícaras de chá de farinha de trigo
01 colher de sopa de fermento em pó

Modo de Fazer:

Bater no liquidificador o milho, o leite condensado, os ovos, o açúcar, o óleo e o leite. Bata muito bem, para que fique uma massa homogênea.




Em uma tigela, coloque o côco ralado, a farinha de trigo e o fermento. Vá adicionando aos poucos a massa batida no liquidificador.




Mexa devagar para incorporar todos os ingredientes à massa, até que fique bem homogêneo.





Unte uma forma de buraco no meio com margarina e polvilhe com farinha de trigo.
Leve para assar em forno 180 graus, por aproximadamente 40 minutos.
Quando pronto, polvilhe sobre o bolo açúcar e canela.






segunda-feira, 20 de maio de 2013

Panqueca de Cenoura

Coloridamente nutritiva






"Cenoura faz bem para os olhos. Você já viu coelhinho usar óculos?"...rsrsrs
E essa frase iniciava alguns de meus almoços, enquanto minha mãe usava desse argumento para fazer com que eu comesse a cenoura do meu prato. Eu acho o máximo essa coisa lúdica! Sério mesmo! São essas pequenas coisas que ouvimos quando crianças que nos fazem ser um adulto melhor.
Parece tolice, mas é puro amor que está por trás dessas palavras!
E tem coisa mais gostosa do que despertar esse lado lúdico da criança que mora em você?
Aquela que morre de rir quando você diz uma besteira, qua faz caretas quando você olha pra alface, que sofre quando você não se permite comer a sobremesa...Então, caso esta criança não queira comer a cenoura, é só camuflar nesta receita super simples! rsrs

Ingredientes (Massa):

01 cenoura média crua
3/4 xícara de leite
01 ovo
01 colher de sopa de azeite
01 xícara de chá de farinha de trigo
01 pitada de sal
01 colher de chá de fermento em pó

Modo de Fazer:

Bata todos os ingredientes no liquidificador por aproximadamente cinco minutos, para que dissolva bem a cenoura.




Untar uma frigideira com um pouco de óleo ou azeite e frite as panquecas uma a uma.
Pode rechear com o sabor de sua preferência (eu fiz de frango desfiado refogado com requeijão). Enrole as panquecas, regue molho de tomate, cubra o refratário com papel alumínio para não ressecar e leve ao forno por alguns minutos.

Obs.: Esta receita rende 06 unidades.


sábado, 18 de maio de 2013

Amanteigados

Derretem na boca de uma maneira inexplicável!





Enquanto escrevo esta receita, tenho dois coraçõezinhos nos olhos! rsrs
Nunca imaginei que uma receita tão simples pudesse ser tão maravilhosamente deliciosa! Isso mesmo, com todos os adjetivos possíveis! rsrs
E o melhor é que podem ser recheados com os mais variados tipos de geléia, doce de leite e até mesmo com chocolate. Vale mesmo a pena testar esta receita! É a primeira vez que faço, antes só era mesmo espectadora da minha mãe...rsrs...mas agora já estou pensando em várias outras opções de recheio!

Ingredientes (Massa):

03 xícaras de chá de farinha de trigo
1/2 xícara de chá de açúcar
01 xícara de chá de manteiga ou margarina
01 colher de chá rasa de sal

Modo de Fazer:

Juntar todos os ingredientes em uma tigela, amassando bem até ficar uma massa homogênea soltando das mãos. A massa fica muito macia, como pode ver pela foto.




Sobre uma superfície lisa, polvilhe farinha e abra a massa, cortando pequenos círculos (pode utilizar um cortador de biscoito ou a boca de um copo de aperitivo).




Unte uma forma com margarina e polvilhe farinha de trigo, colocando os biscoitos. Leve para assar em forno médio por, em media, 20 minutos, até que comecem a corar.
Espere esfriar.
Una duas bolachas, com o recheio de sua preferência (eu utilizei geléia de goiaba) e passe no açúcar.







sexta-feira, 17 de maio de 2013

Granola, vilã ou mocinha?

Literalmente um tema pra se colocar na balança





Enquanto as mães "normais" do mundo deixavam seus filhos se lambuzar no Sucrilhos e suas mais variadas versões, minha mãe me dava granola no café da manhã. E não adiantava usar de argumentos para trocar por Choco Krispis, pois só colava nos finais de semana, quando as guloseimas estavam liberadas. Na minha infância, acompanhamento de almoço era suco natural, sobremesa era gelatina ou fruta...minha mãe controlava os dias de semana com punhos de ferro! Em compensação, os finais de semana eram um mergulho num mundo de delícias cheias de calorias!
Veja só, comecei falando de granola e terminei em devaneios! rsrs
A granola começou a ser elaborada em meados de 1830 e com o tempo foi ganhando upgrades! Acabou mesmo ficando famosa em 1960 quando a cultura hippie pregava o ingestão de produtos saudáveis. Hoje em dia, temos várias marcas, os mais variados sabores, mas continua um artigo de luxo! Você precisa rodar muito pra encontrar o quilo por R$ 10,00!
O que eu gosto mesmo na granola é a sensação de saciedade, própria dos produtos ricos em fibras. Mas é importante ressaltar que pode ir de protagonista à antagonista, até porque é um tanto calórica! Então, o ideal é não passar de uma xícara diária, podendo ser acompanhada de leite ou iogurte.
Tomando esse cuidado, acredito muito que valha a pena, pois além das fibras, é rica em vitaminas. E vamos e convenhamos: a gente se acaba em coisas muito mais calóricas e que não nos complementam em nada!
E volto a repetir que é muito melhor gastar R$ 10,00 em granola do que R$ 100,00 em remédios!

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Pão de Azeite e Alho

Uma receita para variadas ocasiões!








Quem disse que pão de alho só serve pra acompanhar churrasco? Esta receita, com um toque de azeite, vai mudar seus conceitos! 
Com uma casquinha crocante e um miolo fofinho, acompanha da margarina ao queijo, mas também casa com uma sopa nos dias frios...ou seja, do café da manhã ao jantar, você terá um belo acompanhamento! 

Ingredientes:

01 tablete de fermento biológico (15 gramas)
01 e 1/2 xícaras de chá de água morna 
1/2 xícara de chá de azeite 
01 dente de alho 
01 colher de chá de açúcar 
01 colher de sobremesa de sal
02 colheres de sopa de alho desidratado 
500 gramas de farinha de trigo (aproximadamente) 

Modo de Fazer:

No liqüidificador, bata o fermento biológico com o azeite, a água morna, o sal, o açúcar e o dente de alho, até ficar uma mistura homogênea. 






Numa tigela, despeje a mistura batida e adicione o alho desidratado. 
Vá acrescentando aos poucos a farinha. Passe para uma superfície lisa polvilhada com farinha e sove a massa até que comece a soltar das mãos. 
Corte a massa em dois pedaços. 
Unte uma forma com margarina e molde os pães da forma que preferir. 
Cubra com um pano de prato e deixe crescer por uma hora.






Antes de assar, eu polvilhei linhaça dourada. Se preferir, pode polvilhar um pouco de queijo parmesão ralado. 
Depois de aguardar o período de crescimento, leve ao forno pre-aquecido, deixe assar em 200 graus, por uma média de 40 minutos, até dourar. 






Fica uma massa realmente fofa! 





Pão de Torresmo

Pensa nesse pão quentinho acompanhado de uma boa xícara de café...deu água na boca?






Os cãezinhos abandonados e oprimidos têm sua própria heroína: é a Super Regina! rsrs
Minha sogra divide seu tempo entre cuidar da casa e ser uma protetora de animais, com menos discurso e mais mão na massa. É daquelas que larga tudo que está fazendo para levar comida para um bichinho com fome, engajada em pedir ajuda a politicos e ONGs, além de dar amor aos que encontra pelo caminho!
Ao último sortudo adotado, ela deu o nome de Pitoco Aparecido, um senhorzinho "tomba-lata" que foi resgastado e hoje tem um novo lar. Ele não é um exemplo de galã: tem uma pata meio torta, as orelhas amassadas como lembrança do tempo que devia lutar MMA pelas ruas e ainda chegou doentinho. Mas nada disso impede que ele use seu charme com a Luna, uma pastora de 36 kg, no mímino 4 vezes maior que ele! rsrs E esses galanteios acabaram conquistando a todos nós!
Ela ainda é cozinheira de mão cheia, e este pão é uma de suas receitas!

Ingredientes (Massa):

03 tabletes de fermento biológico
01 xícara de leite morno
02 ovos
02 colheres de sopa de açúcar
01 colher de sopa de sal
01 colheres de sopa de margarina
Mais ou menos 1/2 kg de farinha de trigo

Modo de Fazer:

Levar ao liquidificador o leite morno, o fermento, o açúcar e o sal, bate por alguns instantes e adiciona os ovos e a margarina, batendo muito bem.
Coloque o conteúdo numa tigela e vá adicionando a farinha de trigo aos poucos. Amasse bem até que a massa comece a soltar das mãos (às vezes leva um pouco mais de farinha, é necessário ficar atento ao ponto).
Deixe descansar por uns 30 minutos para que a massa cresça.
Polvilhe farinha de trigo na mesa ou mármore da pia, e abra a massa, coloque o recheio e feche como um rocambole.
Pincele uma gema de ovo sobre o pão e deixe crescer por mais alguns minutos.
Unte uma forma com um pouco de óleo, coloque o pão e leve para assar em forno médio.

Recheio:

100 gramas de torresmo
01 tomate sem semente picadinho
Salsinha desidratada a gosto
Orégano

Obs.: Você pode comprar o torresmo já pronto ou, se preferir, fritar o bacon e deixar secando sobre papel toalha. 


quarta-feira, 15 de maio de 2013

Pãezinhos de Batata

Mais uma dica de lanches infalíveis!






Nada como um final de tarde e um pão quentinho saindo do forno! 
Esta receita é fácil de fazer e combina com tudo: requeijão, queijo branco, margarina, patê...por isso mesmo que não leva recheio.
É só fazer e desfrutar com o que tiver vontade! 

Ingredientes:

01 tablete de fermento biológico (15 gramas)
02 batatas grandes sem casca 
02 xícaras de chá de água 
01 colher de sopa de açúcar 
04 colheres de sopa de margarina 
02 colheres de sopa de sal
04 xícaras de farinha de trigo 
01 gema (para pincelar)
Gergelim ou linhaça dourada para polvilhar 

Modo de Fazer:

Em uma panela pequena, coloque as batatas para cozinhar com as duas xícaras de água. Quando estiverem cozidas, reserve.
Em uma tigela, dissolva o fermento com 1/4 de xícara da água de cozimento das batatas e com o açúcar. Quando dissolver, deixe descansando por 10 minutos.
Esprema as batatas e adicione a esta mistura do fermento. Mexa bem. Coloque então o sal, a margarina, o restante da água de cozimento das batatas e vá adicionando a farinha aos poucos, sempre mexendo muito bem. Fica uma massa bem mole. 
Em uma superfície lisa, polvilhe farinha de trigo e derrame a massa. Conforme for amassando, vá adicionando mais farinha de trigo, até começar a soltar das mãos, mas ainda ficando num ponto meio grudenta. 







Cubra a massa com um pano de prato e deixe descansando por uma hora. 
Unte uma forma com azeite. 
Passe farinha nas mãos para facilitar o manuseio da massa.
Faça pequenas bolas de massa e disponha na forma untada. 
Pincele com a gema e polvilhe o gergelim ou a linhaça dourada. 






Leve para assar em forno pre-aquecido em 180 graus, por uma média de 50 minutos, até dourar. 






Obs.: Em receitas de pão, fica difícil precisar a quantidade certa de farinha de trigo, uma vez que depende de vários fatores como: tamanho dos ovos, temperatura ambiente, entre outros.











Biscoitinhos de Amendoim

Já vou alertando, é um vício em potencial! rsrs






Ahhh...amendoim! Praticamente minha criptonita! rsrs
Eu consigo resistir a chocolates, salgadinhos e frituras...mas nunca ao amendoim.
Então, se você é como eu, entregue-se a este biscoitinho! Super fácil de fazer, fica doce no ponto certo e é uma delícia! Só pela foto, já dá pra perceber, não é?

Ingredientes:

02 xícaras de chá de farinha de trigo
100 gramas de amendoim torrado e moído
1/2 xícara de margarina
03 colheres de sopa de açúcar
01 pitada de sal

Modo de Fazer:

Misturar todos os ingredientes em uma tigela. Amassar muito bem até o ponto em que a massa começa a soltar das mãos. Faça pequenas bolinhas, unte uma forma com margarina e leve para assar em forno médio, em média de 20 a 30 minutos.

Obs.: Você pode encontrar o amendoim já moído em casas que vendem produtos à granel.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Pudim de Maria Mole

Boas lembranças começam com boas receitas!




Eu tenho a sorte grande de ter sido sempre rodeada por mulheres maravilhosas, daquelas que contam suas histórias com os olhos ao invés de palavras! E assim era a Vó Odete, avó materna de meu marido, mulher pequenina mas de um coração enorme. E que partiu cedo demais, antes mesmo que nos acostumássemos com a idéia.
É incrível como a morte, mesmo sendo a única certeza que temos nesta vida, age sempre como uma desconhecida e nos pega em cheio quando menos esperamos...ou melhor, nunca esperamos! Mesmo quando certa, parece uma idéia longínqua...
Esta receita ficou como uma deliciosa lembrança das sobremesas nos almoços de Domingo e de datas especiais...e espero que com ela vocês possam escrever novas histórias e doces lembranças!

Ingredientes:

01 lata de leite condensado
01 lata de creme de leite (395 gramas)
01 vidro de leite de côco (200 ml)
01 caixa de Maria Mole (em pó)
01 xícara de chá de leite

Modo de Fazer:

Esquente o leite numa panela até ficar bem quente. Desligue o fogo e dissolva a maria mole no leite. Quando bem dissolvido, coloque no liquidificador com os demais ingredientes e bata muito bem, até que a mistura fique homogênea.

Calda (Opção 1):

Você pode fazer a calda caramelizada clássica.
Na forma de pudim, coloque 01 xícara de açúcar com 1/2 xícara de água e leve ao fogo para caramelizar. Ficará uma mistura bem dourada.
Depois de pronta a calda, faça movimentos com a forma para que ela cubra a maior parte possível.
Despeje o conteúdo do pudim na forma e leve à geladeira. Ficará no ponto certo para servir umas 4 horas depois.

Calda (Opção 2):

Caso prefira uma bela calda de chocolate, primeiro unte a forma de pudim com margarina e despeje a massa, levando à geladeira para ficar no ponto certo.
À parte, prepare o ganashe com 01 pacote de creme de leite misturado com 200 gramas de chocolate ao leite picado, levando ao fogo até que derreta o chocolate e fique homogêneo.
Desenforme o pudim e jogue a calda por cima.

Obs.: Na foto lá em cima, temos uma bela fatia caramelizada e servida com ganashe....por que não? rsrs As formiguinhas de plantão agradecem a idéia! rsrs



segunda-feira, 13 de maio de 2013

Carne na Cerveja

O resultado é uma perdição!





Juntar duas coisas gostosas sempre dá certo, né? Então carne na cerveja é praticamente complementar! rsrs
Eu costumo fazer com lagarto, mas você pode utilizar os cortes da carne que julgar melhor! Já fiz com colchão mole e fica ótimo, chega a se desfazer no prato. O que gosto no lagarto é que fica molinho, mas no ponto certo!
Como tenho pavor de panela de pressão, trauma que vem do tempo em que a minha mãe explodiu a dela, grudando a lata de leite condensado no teto da cozinha (rsrs), eu costumo deixar o pedaço inteiro da carne marinando de um dia pro outro, corto já em pedaços e cozinho na panela Wok. Caso não tenha, sem problemas, pode utilizar uma panela grande!

Ingredientes:

01 pedaço de 1kg de Lagarto
01 tablete de caldo de picanha
02 tomates cortado ao meio
01 cebola cortada grossamente
01 dente de alho amassado
Molho shoyo a gosto
Tempero para carne (Grill) ou sal a gosto
01 latinha de cerveja clara

Faça pequenos cortes na carne para que o tempero entre nela toda. Junte todos os temperos com a carne e molhe com a cerveja. Cubra com um filme plástico e deixe marinando de um dia para o outro.




Modo de Fazer (Cozimento):

Retire a carne do molho em que está marinando e corte em pedaços do tamanho de medalhões. Reserve o molho pois será utilizado no cozimento.




Coloque uma boa quantidade de azeite numa panela e leve ao fogo. Disponha os pedaços de carne e deixe selando dos dois lados, para que fiquem levemente dourados.


 
 
Em seguida, adicione o molho para o cozimento e complete com água quente até cobrir bem todos os pedaços.
 
 
 
 
Deixe cozinhando em fogo baixo, conforme a água vai evaporando, o molho fica mais espesso.
Caso queira ainda mais espesso, basta acrescentar uma colher de chá de farinha de trigo previamente dissolvida em um pouco do próprio caldo.